Carta do Especialista 13/05/2022

2022-05-16


Carta do Especialista 🧐

Sexta-feira, 13 de maio de 2022

China construirá a maior barragem impressa em 3D, construída inteiramente por robôs e promete finalizar o projeto em apenas 2 anos. Para combater o desmatamento, uma Startup está utilizando um exército de drones para plantar árvores. Você sabia que é possível detectar infecções em uma comunidade ao monitorar os esgotos? Veja como essa prática poderá nos ajudar a descobrir doenças no futuro! E falando em comunidade, moradores de Paraisópolis terão endereços digitais. E olhando para o futuro, os EUA já estão se preparando para combater a quebra de criptografia por computação quântica.

Bora lá! ✨

🤖 Robôs chineses construirão a maior barragem impressa em 3D sem auxílio dos humanos

De acordo com os pesquisadores envolvidos no projeto, a Inteligência Artificial usada, construirá uma barragem no planalto tibetano, a maior obra impressa em 3D do mundo. A construção tem previsão de término em 2 anos sem que trabalhadores humanos sejam necessários.

A usina hidrelétrica de Yangqu terá 180 metros (590 pés) de altura e será impressa em 3D “camada por camada”. Empregará escavadeiras não tripuladas, caminhões, tratores, pavimentadoras, rolos, todos controlados por IA.

Ao final da obra em 2024, a represa fornecerá cerca de 5 bilhões de quilowatts-hora de eletricidade todos os anos para a província de Henan – região central da China.

Segundo Liu Tianyun, da Universidade de Tsinghua, se for bem-sucedido, o método de construção pode fornecer um modelo para outros projetos, como para a construção de estradas, conforme relatado pelo SCMP.

Saiba mais no South China Morning Post.

🌳 Drones estão plantando 40 mil árvores a fim de combater o desmatamento

Uma startup australiana está se propondo a usar um exército de drones para plantar milhares de árvores diariamente, buscando restaurar a biodiversidade de ambientes devastados pelo ser humano.

Usando uma frota de “octocopters” altamente avançados, a AirSeed Technology está combatendo o desmatamento combinando inteligência artificial com vagens com sementes especialmente projetadas para serem lançadas do alto do céu ao solo.

As vagens são produzidas com biomassa residual, que fornece um revestimento rico em carbono protegendo as sementes de pássaros, insetos e roedores.

“Cada um de nossos drones pode plantar mais de 40.000 vagens com sementes por dia e voar de forma autônoma”, diz Andrew Walker, CEO e cofundador da AirSeed Technologies.

“Em comparação com as metodologias tradicionais, isso é 25 vezes mais rápido, mas também 80% mais barato.”

O projeto foi idealizado em seus mínimos detalhes: antes da decolagem, cada recipiente do drone recebe uma porção de vagens com sementes especialmente selecionadas compatíveis com aquele habitat a ser trabalhado.

Quando os drones estão no ar, navegam em rotas de voo fixas, plantando em padrões pré-definidos, enquanto registram as coordenadas de cada semente. Dessa forma, a empresa consegue avaliar a saúde das suas árvores conforme crescem.

O ambicioso projeto da AirSeed, até o momento, já plantou mais de 50 mil árvores, e pretende plantar um total de 100 milhões até 2024.

Saiba mais no EuroNews.green

🔬Monitorar o esgoto pode nos ajudar a descobrir futuras doenças

Os estudos sobre o COVID-19, mostraram que o vírus SARS-CoV-2 que ocasiona a doença, aparece nas fezes dos contaminados, sendo assim, monitorar as águas residuais pode indicar o nível de infecção de uma comunidade. Esta técnica, inclusive, pode ser útil para outros patógenos.

Ao longo da pandemia, a vigilância dos esgotos tornou-se uma maneira popular de identificar as tendências locais de infecção. Muitos patógenos humanos e produtos de metabolismo de drogas humanas acabam na urina, nas fezes ou em ambos.

Aproveitando este fato, um grupo de base de operadores de estações de tratamento de águas residuais solicitou a duas microbiologistas, Susan De Long e Carol Wilusz, que desenvolvessem e implantassem um teste para detectar SARS-CoV-2 em amostras de esgoto. Elas se tornaram especialistas em águas residuais em 2020.

Durante a pandemia, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA desenvolveram o Sistema Nacional de Vigilância de Águas Residuais com o propósito de rastrear o vírus em específico em todo o país. Mais de 800 sites geraram dados, porém nem todos os estados estão listados.

O sistema monitora automaticamente todos os que partilham o mesmo esgoto. O processo é feito de forma anônima, imparcial e equitativa. Sendo assim, não é possível rastrear uma pessoa, família ou bairro somente com esta informação, é preciso coletar amostras adicionais.

Utilizando esta abordagem no futuro, o uso generalizado e rotineiro de monitoramento do esgoto, daria às autoridades públicas de saúde informações sobre os níveis de várias infecções. Esses dados podem ajudar nas decisões sobre onde fornecer recursos adicionais às comunidades, como realizar testes ou clínicas de vacinação em locais onde a infecção está aumentando. Também pode ajudar a determinar quando intervenções como utilização de máscara ou fechamento de estabelecimentos/escolas são necessárias.

Saiba mais no Fast Company.

👨🏻‍💻 EUA já estão tomando precauções contra quebra de criptografia por computação quântica

A computação quântica tem potencial para ser muito mais poderosa do que toda a tecnologia que conhecemos hoje, por isso, governos como o dos EUA já estão se preparando para os possíveis riscos que a disseminação deste tipo de tecnologia pode trazer para o mundo.

A preocupação é que essas máquinas possam ser usadas para quebrar elementos confidenciais protegidos por criptografias de alto nível.

Até o momento, não foi anunciada a data da implementação dessas medidas, mas o governo dos EUA projeta que o máximo possível delas estejam em vigor em boa parte das empresas e sistemas do país até 2035.

A migração para sistemas que sejam resistentes às análises de cifras criptografadas realizadas por alguns modelos de computadores quânticos é uma das medidas em destaque.

Todos os setores do país terão que tomar precauções, desde o governo até provedores de serviços de nuvem – testes já estão sendo efetuados no mundo todo – enquanto isso todos seguem as orientações feitas pelo centro de cibersegurança da OTAN para proteção contra ferramentas disponíveis no futuro quântico.

Tanto as recomendações feitas pela OTAN recentemente quanto o memorando dos EUA sobre segurança contra computadores quânticos vêm em meio a notícias de que as pesquisas da China nessa área estão avançando.

Segundo resultados publicados em 2021, pesquisadores chineses afirmam ter desenvolvido computadores quânticos que conseguem realizar tarefas mais complexas que os desenvolvidos pelo Google, que desde 2019 eram tidos como o ápice da tecnologia — o funcionamento da máquina chinesa foi divulgado na plataforma ArXiv.

Ao mesmo tempo, as máquinas quânticas ainda estão longe de uma viabilidade concreta, então as recomendações do governo dos EUA servem mais como alertas prévios do que obrigações, pelo menos agora em 2022.

Fonte: Canal Tech.

📲 Moradores de Paraisópolis agora terão endereço digital

Paraisópolis é a segunda maior comunidade de São Paulo, atualmente com mais de 100 mil habitantes, ainda passam por problemas por não ter um serviço de código postal, limitando o acesso a serviços básicos.

Para solucionar esta questão, o Google, a Americanas S.A. e a startup de logística Favela Brasil Xpress, em parceria com o G10 Favelas, anunciaram que vão liberar endereços digitais para os moradores.

Viabilizando o acesso a empresas da região a serviços e recursos do dia a dia, como o atendimento à saúde emergencial e o recebimento de correspondências e mercadorias.

Os endereços digitais serão gerados através do Plus Codes, uma tecnologia aberta e gratuita desenvolvida pelo Google, e estarão disponíveis para os moradores a partir de maio deste ano.

A estimativa é que 4 mil endereços digitais sejam gerados até junho, e ampliado para 30 mil até o final do ano. Após o endereço em mãos, os moradores poderão compartilhar com outras pessoas e utilizar em qualquer serviço que seja compatível com a tecnologia.

😊 Adoro projetos que usam a tecnologia de maneira inclusiva. E você?

Saiba mais no Canal Tech.

Por hoje é só, até semana que vem!

@Renatograu | Linktree



Você também pode se interessar

Fique por dentro de tudo!