Economia Compartilhada: realidade acessível com tecnologia

  • 19 de Junho de 2019
  • Blog

Economia Compartilhada: realidade acessível com tecnologia

Economia compartilhada não é tendência, é realidade presente em nosso dia-a-dia. Quem hoje não verifica no celular as opções do Ifood para o sábado a noite? O valor do Uber pra voltar da balada? Quem não compara a cotação no AirBnb com a cotação do hotel?

Netflix já substituiu a televisão a cabo em muitas residências e ter uma garagem cheia de coisas já é desperdício de espaço para quem utiliza um Box storage.

Muitos de nossos hábitos mudaram com a nova economia compartilhada, onde ter bens ativos não é o desejo da maioria do consumidor, principalmente o público jovem que já não tem o mesmo sonho dos pais, ter sua casa própria.

No mundo empresarial esses hábitos não poderiam ser diferentes. Montar um escritório, contratar uma secretária e manter uma infraestrutura própria são práticas que já podem ser substituídas no mercado corporativo.

Resultado de imagem para coworking

O empreendedorismo vem crescendo abundantemente no cenário econômico, e o pequeno empresário, o profissional liberal, o freelancer e o autônomo precisam de credibilidade e praticidade no local onde trabalham. Home-office é uma ótima opção para a qualidade de vida e redução de custos com escritório, mas e o suporte administrativo desse profissional? A padaria não pode ser a melhor opção de sala de reunião para um atendimento privativo. Para resolver essa dor do empresário, que se viu refém de uma estrutura física, os coworkings auxiliam na divisão de espaços corporativos, reduzindo o custo fixo, uma vez que o profissional só paga pelo que utiliza e na hora que utiliza, sem ter que se preocupar com aluguel, condomínio, IPTU, limpeza do local, luz, água e nem cafezinho.

Dentre os serviços de um escritório compartilhado estão, a locação de salas de reunião por hora, locação de estações de trabalho, atendimento telefônico personalizado, utilização do endereço comercial para a divulgação, administração de correspondências, secretariado e endereço fiscal para abertura de CNPJ.

Não ter um escritório próprio além de reduzir os custos do empresário, auxilia o mesmo a ter foco no seu negócio sem ter que se preocupar com a gestão da infraestrutura e também traz o benefício do networking dentro do espaço, uma vez que diversos profissionais circulam no ambiente fazendo a rede de contatos dos coworkers aumentar a cada dia.

Versatilidade, eficiência e praticidade são as características que todos nós procuramos dentro de qualquer serviço que contratamos, por isso a economia compartilhada vem conquistando cada vez mais espaço dentro de nossa rotina pessoal e profissional. Ociosidade de tempo, espaço e recursos podem ser transformados em negócio na nova forma de consumir e trabalhar, fazendo dessa forma a divisão de bens e serviços ser cada vez mais bem vista e utilizada.

Por Renata Bottura

Founder Locus Coworking ABC
Mercadóloga

https://www.linkedin.com/in/renata-bottura-5a729117a/

Publicado por Revista Tecnologia 360


e-mail: coordenacao@itescs.com.br


(11) 4221-5011


Scroll to Top